segunda-feira, 29 de julho de 2013

Classificação Provisória da Edição 2013

Classificação Geral Masculinos/Femininos
Classificação Geral por Equipas
Classificação por Escalões

20 comentários:

Joaquim Antunes disse...

Em primeiro lugar quero endereçar mais uma vez os meus parabéns à Organização, em particular à Divisão de Desporto da CMG, por mais uma vez levar a cabo uma prova que já é marcante no calendário nacional (falta só dar o pulo para uma participação internacional massiva). Tiveram em conta as críticas relativas à edição anterior e voltámos a ter um espaço amplo na entrega de prémios e um lanche 5 estrelas.
Este ano foi talvez o mais duro desta nova era (pior piso só mesmo em 1991 com a maré cheia). Mas é isto que faz a beleza e a magia desta prova, é sempre diferente. Para o ano lá estarei.
Abraço a todos.
Joaquim Antunes

joaquim adelino disse...

Parabéns à Organização da prova pelo que de visível pude observar. A Organização pouco ou nada interfere com o nosso desempenho excepto o abastecimento aos 28,5kms de prova, contudo é visível o constante vai e vem de viaturas de assistência e controlo da prova dando-nos a confiança necessária de apoio e assistência caso dela necessitássemos. A prova esteve dura, não direi que foi a pior (a 10ª edição creio que esteve bem pior) mas o mar desta vez estendeu aquele lençol de areia com dunas até perto dos 20 kms dificultando muito a nossa tarefa.
Lamento muito o sucedido com a desclassificação da atleta espanhola, o regulamento é cruel mas tem de ser igual para todos, envio daqui uma palavra de solidariedade a essa atleta e que volte pois não cometeu nenhum crime e a organização apenas fez cumprir uma regra fundamental desta prova que é a autonomia total de cada atleta e ninguém pode ser beneficiado em prejuizo de outros. Eu consumi 3 litros de água mas se me dessem 6 litros eu tinha-os consumido todos, daí a necessidade de cada um gerir o melhor possível as suas necessidades dentro do limite imposto pelo nosso organismo. E chamo a atenção deste pormenor, enquanto o 1º consumiu??? 3 decilitros para chegar aos 28kms em duas horas eu que chego lá com 5h. de quanto necessito? (bebi 2 l. de água)e depois até ao final com 7h quando o vencedor levou apenas 3h a chegar? Creio que esta questão deverá ser repensada pela Organização, manter os 28kms como único abastecimento e permitir aos atletas outras fontes de abastecimento intervalas sob a sua responsabilidade parecia-me uma medida adequada e evitar-se-ia o agora ocorrido com a atleta espanhola, ou retirar-se na totalidade o abastecimento da Organização e dar totalidade autonomia aos atletas para que o fizessem conforme bem entendessem com manifesto prejuízo daqueles que não têm a mínima hipótese de apoio e acompanhamento de terceiros mais chegados, ou ainda manter-se tudo na mesma e a prova nesses termos ter muitas dificuldades em progredir em números satisfatórios que permitam à organização da prova se sentir auto motivada para prosseguir com o entusiasmo que lhe é caraterística nas edições já realizadas.
A todos os que completaram e aos que eventualmente não o tivessem conseguido os meus parabéns, àqueles que durante o percurso sempre tiveram uma palavra amiga nas horas mais difíceis de incentivo e à organização que discretamente mas muito profissional montaram a prova correspondendo ás expectativas dos atletas repetentes e fundamentalmente aos estreantes que poderam confirmar a dureza da prova saindo de lá com o sabor de vitória pela superação conseguida.

Alexandre Duarte disse...

Foi a m/4ª participação e em termos organizativos continua a correr bem.

Não gostei da questão do cais de embarque ter sido trocado. Não ficou claro, para mim e para muitos que às 05:30 se concentraram no cais utilizado nos anos anteriores. Gerou alguma confusão.

Gostei de ter incluído no acto de inscrição o valor do bilhete de barco e assim não andar ainda a pensar nisso no dia da prova.

Gostei dos locais de entrega de dorsais ter sido dividido, de acordo com o número do dorsal. Evita maiores esperas e stress acumulado.

Gostei da camisola.

Gostei do final, com fruta e bebidas à descrição. Aquela sombra e as mesas são o nosso 1º ponto de recobro!

Não gosto que o dia de realização da UMA se vá adequando às condições das marés. Acho que se devia convencionar uma data, o 1º domingo de Agosto, o 3º domingo de Julho, ou o que fosse considerado como mais adequado e a partir daí todos os anos tínhamos a UMA na mesma altura. Percebo que o número de inscrições fale mais alto, mas eu gostava mais e havia mais verdade desportiva.

E claro, ADOREI correr num cenário que (apesar de sujo) continua a ter uma beleza excepcional. Assim todos o conservássemos!!


Fica também a nota, esta negativa, para o estado em que encontrei as Praias por onde passei. Se a CM Grândola está envolvida na organização, seria no mínimo expectável que houvesse algum cuidado neste aspecto.
Continuo a ver alguns participantes, por vezes a 100/200mts dos pontos de controlo, a atirar lixo para o chão. Nem vale a pena voltar a focar este aspecto, que infelizmente faz parte da cultura deste povo Português e que será difícil apagar. Só quando alguém duma Organização tiver a coragem de desclassificar um atleta por atirar lixo para o chão no decorrer duma prova, é que estaremos a ir no caminho certo, uma vez que 'apenas' pela sensibilização, como ontem foi feito antes da partida, acho que nunca chegaremos lá.
Mas o lixo que ontem eu encontrei nas praias, não foi directamente desta prova, é lixo de há muito ali deixado e a CM Grândola tem responsabilidade e a obrigação de preservar aquele património.

Apesar destas críticas, algumas positivas outras nem por isso, qualquer prova que se faça em Portugal, exceptuando talvez as bombásticas patrocinadas pelas grandes marcas, ex. Corrida do Tejo, merece o aplauso de todos os que podemos participar nelas e vocês estão claro, de parabéns pelo esforço de colocar de pé mais esta edição.

Espero que nos vejamos em 2014.

DD disse...

Relativamente à mensagem anteriormente apresentada pelo atleta Joaquim Adelino, gostaríamos de referir que a atleta Gema Borgas desistiu na Praia do Pego, com duas horas de Prova, por ter sentido necessidade absoluta de beber água e não ter água consigo, situação que a impediu de continuar a sua Prova.
Trata-se de uma atitude correta, a qual não colocou em causa a integridade física da atleta, nem comprometeu a atleta eticamente, pois, caso continuasse em esforço, teria tendência a recorrer indevidamente a água, antes de chegar ao abastecimento.

Anônimo disse...

Por outras palavras, a atleta desistiu por decisão própria. NÃO foi desclassificada pela organização. Outro apontamento, ainda para o Joaquim Adelino, a 10ª edição da UMA ainda está para nascer e será em 2014. Este ano foi a 9ª edição consecutiva.
As regras do jogo(regulamento), são conhecidas e só aceita entrar no jogo quem quer.
PS: não me identifico porque o importante é o que se diz e não quem é que diz....

Joaquim Antunes disse...

Quando o Joaquim Adelino se referiu à 10ª edição, penso que queria referir 2010, onde realmente aconteceu uma maré parecida com esta. Houve no entanto este ano um fator adicional que tornou a progressão mais difícil: a ondulação, que não permitia correr pela linha de água.
Mas enfim, como eu já disse são estas variantes que dão maior beleza a esta prova.

joaquim adelino disse...

Assumo uma meia culpa pelo que afirmei em relação à atleta que mencionei e que teria sido desclassificada, recebi esta informação de um amigo que participou e tomei-a como verdadeira, pelo lapso peço desculpa à organização e também à atleta, louvando-a pele atitude corretíssima que tomou.

joaquim adelino disse...

Ao Senhor anónimo não respondo exatamente por ser anónimo.
Aproveito para agradecer ao amigo Joaquim Antunes por ter corrigido a minha afirmação, foi sim em 2010 e não a 10ª edição como afirmei, aliás devo acrescentar que esta foi a 4 presença nesta prova e que a conheço muito bem e respeito, balelas de anónimos não aceito!

mario mira disse...

desistiu ou foi convidada a desistir porque uma atleta que vai fazer uma prova de 43kms e fica sem agua aos 18 é no mínimo estranho
Esta prova que tem que ser planeada com muito cuidado ainda por cima por quem corre para ganhar cometer um erro deste ou então "planeou" mal
Já agora e não tem nada a ver com este caso ninguém viu um senhor assim numa zona a seguir a uma praia sozinho e com uma geleira aos pés e que esse nem se preocupou em disfarçar

Rui Almeida disse...

Eu vi e realmente era estranho. Ali sozinho....

Anônimo disse...

Eu vi e tb vi atletas a serem abastecidos com água bem fresquinha. Inclusive perguntei se nao haveria uma mini... eu corri de acordo com as regras, fica na consciência de cada um a forma como fizeram a sua prova

Pedro Ribeiro disse...

Parabens à CMGrandola pelo empenho e pelos recursos que disponibiliza. De fato quanto à sujidade na praia, é lamentável que existam atletas que deixem na areia as embalagens que utilizaram. Concordo com o atleta que sugeriu que se o regulamento deveria incluir a desclassificação imediata de quem atirar para a areia as embalagens. Se a CMGrandola tiver condições para em cada 5km colocar um saco de lixo, (para além dos que existem nos pontos de controlo) seria um contributo para reduzir as consequências do mau comportamento de alguns atletas.
Parabens mais uma vez à CM Grandola.

Fernando Andrade. disse...

Mais uma vez, a Câmara de Grândola e a dedicação da sua Divisão de Desporto, estão de parabéns por mais uma excelente edição desta prova épica que, como tem sido repetidamente afirmado, se disputou num piso em condições muito difíceis.
Todos nós acabámos a dizer mal da vida, mas no dia seguinte, aquele descontentamento transforma-se em grande vitória. E lá nos lembramos nós daquela máxima que diz que "a dor é passageira e a glória é para sempre".
Não me queria alongar no comentário. Apenas quero dizer que fui eu quem deu a informação (admito que precipitada) ao meu amigo Joaquim Adelino, sobre a desclassificação da atleta espanhola. De facto, foi o que me foi contado enquanto tomava uma cervejinha antes de apanhar o barco. No entanto, segundo o esclarecimento aqui dado, não vejo grande diferença entre ser desclassificada e ser obrigada a desistir. Logo, confirma-se que a informação aqui deixada pelo Joaquim Adelino, não estava longe da verdade. Relativamente ao "homem da geleira", muito provavelmente, estava ali com a melhor das intenções, lembrando-se do bem que haveria de saber água fresquinha aos corredores que já tinham 40 km nas pernas. A última coisa que lhe passou pela cabeça, foi que esse gesto poderia determinar a desclassificação dos corredores. Mas confesso que, se estivesse com sede e me oferecessem água, nunca me iria lembrar que estava a infringir o regulamento: o instinto está acima das regras. Bem sei que o regulamento é igual para todos, mas isso, conforme disse no meu blogue, é assunto para um debate mais aprofundado. Por agora, ficam os meus parabéns à Organização e a "confissão" da fonte que informou o Joaquim Adelino. Abraço

mario mira disse...

Amigo Fernando
O homem da geleira não estava aos 40 kms estava numa zona muito anterior e não estava a oferecer agua aos coitados dos atletas pelo menos a mim e aos que iam a minha frente não o fez estava a espera de alguém
foi bonito da parte dele incentivar os atletas que passavam isso fez agora a agua ou o que quer que fosse tinham o nome escrito
A organização esta de parabéns até porque estes problemas há em todo lado ate nas grandes competições mundiais apenas um pequeno reparo (pergunta) não há por ali nenhuma infraestrutura que tenha uns balneários para os atletas poderem tomar banho já que aqueles chuveiros ali na rua não são os mais indicados

P. sousa Santos disse...

Parabéns à organização e parabéns a todos os que participaram e terminaram este evento. Foi a primeira edição que participei e fiquei muito satisfeito com o percurso e com a organização. apesar de ser bastante dura espero voltar a repetir. Também passei pelo senhor que tinha uma geleira com aguas frescas e inclusive vi-o oferecer um garrafa pequena de água a um atleta que ia à minha frente mas que rejeitou. Os meus parabéns a todos os participantes. Cumprimentos
Pedro Sousa Santos

Miguel San-Payo disse...

Parabéns à organização e mantenham tudo na mesma: 1 só abastecimento e em pleno Verão. Só participa quem quer (eu já vou na 3ªparticipação)

Gois disse...

Aproveito para endereçar os meus parabéns á organização da prova , á CM Grândola, aos voluntários, aos espectadores a apoiar ao longo das praias é mt importante o seu apoio. E um especial abraço aos meus companheiros/as que ano após ano vamos comparecendo nas areias para levar de vencida uma prova difícil, dura, inesperada mas ao mesmo tempo viciante

aspectos: volto a referir a questão dos abastecimentos serem demasiado tarde acho que deveria ser na praia do Carvalhal e porquê com o que passámos nos primeiros 18km lá se foi a água toda e mais houvesse. Sei racionar água e tenho treinado mt sem beber, mas desta vez se fosse um dia de mt calor faria muitas baixas entre o pelotão.
Meus amigos eu sinto falta de uma medalha ou algo que materialize o esforço enorme e perpetue na lembrança para lá de nós próprios (o vinho já marchou). achei estranha a escolha das datas ser em função da maré e depois ser o que se viu, acho que se deve adoptar o modelo de penalização por deitar lixo na praia, assim como o abastecimento escondido. O Sr.da geleira deu 2 garrafas de água a 2 atletas que eu ia a passar e estava ali perto do km 35-37 não venho fazer queixinhas mas ou mudam o modelo ou obrigam os atleta a fazer isto. vi atletas a correr ao longo das arribas das falésias á sombra e com terreno mais firme creio que não devem ter lido o regulamento. mais haveria a dizer mas udo coisas boas, gostei da organização , da ligação barco-bus estar tudo no preço dos 27€ foi comodo. gostei da recepção, da pontualidade, do enorme aplauso ao Carlos Lopes e das maravilhosas praias que tivemos o prazer de percorrer.

até 2014 abraços

Anônimo disse...

Vi durante o percurso uma rapaziada a tirar fotos com umas maquinas mais profissionais, sbem onde podemos consultar essas fotografias?

Xutos disse...

Parabéns à Organização, foi a 3ª vez que participei e gostei de ser possível pagar o barco/bus/prova, de uma única vez, facilita bastante.
ANÔNIMO, podes ver fotos da prova no site "Atletismo magazine modalidades amadoras" http://www.ammamagazine.com/galerias-trail/11990-ultra-maratona-atlantica-melides-troia-2013.
GOIS, não me parece que os atletas que correram junto à arriba, não tenham cumprido o regulamento, o mesmo apenas refere que não se pode abandonar a praia e ultrapassar as duna primária.

CHAKAL disse...

2ª CORRIDA SOL&DÁRIA DO FESTIVAL PRAIA SOBRE RODAS
https://www.facebook.com/events/492775420810941/