domingo, 26 de julho de 2009

Classificações 2009

Classificação geral
Geral Masculina
Geral Feminina
Geral dos Residentes de Grândola
Sénior Feminino
Sénior Masculino
Veterano Feminino
Veterano Masculino 1
Veterano Masculino 2
Veterano Masculino 3
Veterano Masculino 4
Desistências









8 comentários:

Luis Parro disse...

5 estrelas. Cada vez melhor. Resultados na HORA, Brindes de Almoços quase para todos os participantes, nos dias que correm é um prémio "á maneira". Por acaso calhou-me ao lado, mas não deixarei de ir ao Avelino um dia destes. Mas o melhor, o melhor foi a hora da maré, assim é que deve ser, para os mais vagarosos, como eu, após a "tormenta" do inicio, porque aí cheia ou vazia aquilo é sempre uma dor de alma. Podemos desfrutar de uma auto-estrada e fazer um tempinho razoável.
5H17 contra +7H30 do ano passado. Acho que tenho direito a um record...!!!! Tirei 2 horas e tal.
Estou estremamente satisfeito e para o ano lá estarei novamente.
Mando também um abraço para os que com quem fui trocando posições durante a Demanda da Meta:
Grandes Amigos do Atletismo: Rocha,Mário,Fernando,Luis Miguel,Hélder,ao atleta de Mafra entre outros.

joaquim adelino disse...

Parabéns para a organização da prova.
Foi a primeira vez que aí fui e fiquei encantado.
Acompanhamento constante dos atletas durante todo o percurso procurando sempre saber das suas condições físicas a cada momento.
Excelente recepção aos atletas no local de chegada, mostrando grande respeito pelo esforço que todos demonstraram ao terminar a duríssima prova, (principalmente no início e último km).
Agradeço aqui o louvável trabalho do pessoal de apoio, particularmente da enfermagem que me socorreram no final da prova quando fui vítima de sucessivas câmbrias durante mais de 30m.
Vou recuperar desta, depois decidirei se volto, mas a minha vontade é essa.
Um abraço do coração a todos os que estiveram envolvidos nesta excelente organização, sem esquecer todo o pessoal voluntário.

Joaquim Antunes disse...

Parabéns à CMG e sua Divisão de desporto, por mais uma vez levar a cabo a organização desta maravilhosa prova. Apesar de não ter havido um aumento de participantes este ano, sente-se que a prova está a crescer graças ao empenho cada vez maior da Organização.

Aspectos positivos:
- Excelente divulgação através da comunicação social, que por certo virá a médio prazo ter os seus frutos
- O trabalho incansável da Cruz Vermelha na meta
- O apoio nas praias. De ano para ano as pessoas na praia vão dando cada vez mais incentivo aos atletas e este ano houve um aumento significativo desse apoio que terá a ver com a excelente divulgação que foi feita.
- Prémios lindíssimos e originais. Talvez os melhores de todas as edições

Aspectos negativos:
- Registo apenas um. O espaço de acolhimento dos atletas na meta era este ano mais pequeno, o que levou à Organização, em determinada altura, pedir para os presentes se levantarem e darem lugar aos que iam chegando. Penso que esta zona, não só de acolhimento mas também de convívio tem sido muito importante em todas as edições e não será complicado voltar ao tamanho original.

Balanço geral amplamente positivo, próximo da nota máxima.

Até para o ano

Joaquim Antunes

Baioneta disse...

Fiz a prova pela 1ª vez e é sem dúvida uma prova espectacular, exigente a nível físico e psicologico, com um pano de fundo que é sem duvida o melhor cenário para um evento deste tipo.
Tambem fui um dos mais vagarosos... 6h18' e sempre senti o apoio por parte dos membros da organização da prova que mais ou menos de 20 em 20' passava um a saber na nossa condição, uma nota muito positiva. Uma outra nota muito positiva, melancia fresquinha no final para repor liquidos...e é claro uma massagem pelos membros cruz vermelha.
Um agradecimento a todos os que me acompanharam em especial ao MSimões, esta tambem a dedico a ti,para alem da Rita e do Duarte, espero que um dia a possamos fazer juntos.
Os Parabéns a toda a organização, e um Muito Obrigado por nos darem a possibilidade de fazer esta bela prova.

Abraço e boas corridas.
Baioneta

Luis Parro disse...

Hà um ditado popular que reza assim: Quando temos vento de feição é se molha a vela!
Eu pessoalmente gostava de ver esta prova com 300 ou mais atletas e uma maneira de isso acontecer será promoverem os prémios para equipas tipo Contra Relógio por equipas do TOUR, em que todos teriam de chegar num espaço de tempo pré definido.
Poderá ser uma ideia disparatada, mas como no meu dicionário a palavra tentar foi banida, aqui fica a minha certeza.
Esqueci-me no 1º comentário de frizar a massagem nos gemeos que foi proporcionada pelo pessoal da Cruz Vermelha, para eles um BEM HAJA do coração

Joaquim Antunes disse...

Pegando no que disse o Luis Parro, a classificação por equipas é algo que eu já me tinha lembrado e que poderá trazer mais gente.
Lembro-me que nas antigas edições havia classificação por equipas onde pontuavam os três primeiros de cada equipa.
Também se podiam somar os três melhores tempos de cada equipa.
Fica aqui reforçada a segestão...

Abraço
Joaquim Antunes

NK disse...

Olá tenho algumas fotos tiradas ao Km 37 estão aqui: http://picasaweb.google.pt/minhacorrida/MelidesTroia#

joaquim adelino disse...

Olá.
Volto aqui apenas para expressar uma opinião, pois todos têm direito a ela.
Participei nesta prova pela originalidade que ela própria encerra e fiquei encantado com tudo o que apreciei.
Esta prova por ser única inspira-nos o sentido de aventura, que aliado ao gosto da corrida e ao convívio que proporciona carece de ser preservada.
Tentar dar-lhe um espírito competitivo é destruir o espírito de liberdade com que me senti em toda a competição. Não me parece que seja esse o espírito que esteve na génese da criação deste magnífico evento, como também não me parece que o espírito competitivo que se está a opinar venha trazer aspectos positivos com o objectivo de trazer mais gente a participar.
Estar por nossa conta e sentir a liberdade daqueles momentos, fáceis ou difíceis, poder dicidir se vai mais depressa ou mais devagar sabendo que não vai prejudicar seja quem for é o melhor que podemos transportar no nosso subconsciente e terminar com a honra de ter vencido um desafio para o qual apenas ele contribuiu.
É com este espírito que eu quero lá voltar e é com o mesmo espírito que quero ver todos aqueles heróis que comigo conseguiram ultrapassar aquele inferno inicial e conseguiram chegar até à tão desejada Tróia.
Joaquim Adelino